domingo, 14 de junho de 2009

It's a long way to the top if you wanna rock'n'roll


Acabo de ouvir (tres vezes consecutivas) o novo CD do AC-DC, "Black Ice". É incrivel como os caras não envelhecem. Eles não tomam vergonha na cara. Mais de 30 anos de estrada e até hoje só falam de rock, mulher, gandaia, diversão. Já era hora deles amadurecerem, não? Assim eles dão mau exemplo. Deve ser por isso que eu não amadureço também. Só penso em rock, mulher, gandaia e diversão.


O som deles continua o mesmo. Parece que é o mesmo disco desde 1974. Mas isso é uma grande vantagem. Eles não se reinventaram, não se modernizaram, não tentaram acompanhar os tempos. Eles fazem o que se propuseram fazer: rock do bom pra agirar a noitada. Pra ferver a adrenalina que estiver boiando no sangue. Pra dar gás. Os fãs do Los Hermanos devem achar um saco. Mas eles acham tudo um saco... aliás eles são um saco. (Tenho amigos que adoro e que são fãs do Los Hermanos, mas meus amigos que gostam de Los Hermanos não são um saco).


O último DVD que o AC-DC lançou, da turnê de 2001, "Stiff upper lips", é uma lição de moral nas bandas "descoladas" que dominaram o mercado. Principalmente pra turma emo, que domina hoje a MTV e as fms: rock emo é sertanejo hardcore com uma pegada gay, mas não tão gay assim, porque gay legal é alegre, e os emo são gays tristes, na verdade não são gays, são sads.


Aí vem os tiozões do AC-DC detonando tudo o que vêem pela frente. Tem gente que num gosta. Tudo bem. Num vou ficar falando do que tão perdendo não. It's only rock'n roll, but I like it.


(só pra fazer inveja: vi o show do AC-DC no primeiro Rock in Rio, e de quebra, na mesma noite, rolou também Whitesnake, Ozzy Osbourne e Scorpions. Tomando um cantil inteiro de pinga do quinzinho e outras substâncias alucinógenas que faziam parte do cardápio na época... Uuughhh!!)

2 comentários:

Anônimo disse...

pô, eu gosto de Los Hermanos.

camilo disse...

mas voce é minha amiga!